Hábitos Online de Crianças no Brasil

Publicado: 24 Sep 2015

Última Atualização: 24 Sep 2015

Um grande número de crianças brasileiras utilizam serviços online como redes sociais, e mostram tanto engajamento com a internet quanto usuários jovens de outros países do mundo. Nesse artigo vamos tratar do uso de tecnologia por crianças brasileiras e seu comportamento em ambientes online.

Engajamento de Crianças Brasileiras com Novas Tecnologia

Historicamente, o público infantil do Brasil se mostrou apto para o uso de tecnologias como computadores pessoais e conexões de internet. Durante seus anos de infância e juventude, usuários brasileiros das gerações nascidas depois da década de 1970 foram parte do público responsável pela adoção massiva do uso de computadores pessoais, e até hoje esse segmento da população é um dos que mais faz uso de novas tecnologias.

Essa característica das crianças e adolescentes brasileiros continua presente nos dias de hoje, principalmente quando se considera que tecnologias como a internet e dispositivos móveis são introduzidas cada vez mais cedo em suas vidas. Dados recentes do IBGE revelam que em 2013 cerca de 65% de brasileiros com idade entre 10 e 14 anos eram usuários de internet, enquanto o segmento entre as idades de 15 e 17 anos era aquele com o maior engajamento com a internet, com uma penetração de 75%.

Entre a década de 1990 e o meio da década de 2000, o uso de computadores e internet no Brasil estava em grande parte reservado à população das classes sociais mais favorecidas. Nesse período, a compra de computadores e a assinatura de serviços de internet de banda larga eram inacessíveis para a maior parte da população, e praticamente reservados às áreas próximas aos grandes centros urbanos. Esse cenário se transformou consideravelmente nos últimos anos, já que iniciativas governamentais e empresas privadas contribuíram para a expansão da oferta desses produtos e serviços, além de tornarem seus preços mais acessíveis.

No contexto atual do uso de tecnologia do Brasil, uma grande parte de crianças de todas as regiões e classes sociais são apresentadas como usuários de computadores, dispositivos móveis, e fazem uso desses dispositivos em lugares como escolas, Lan Houses e suas próprias residências. Ainda que as taxas de adoção se mantenham mais altas para usuários que moram próximos a grandes cidades e para classes sociais mais favorecidas, os índices do país estão cada vez mais próximos de atingir os níveis de adoção de tecnologia encontrados em países desenvolvidos, como países europeus e os Estados Unidos.

Estatísticas sobre o Uso de Tecnologia Por Crianças e Adolescentes

A pesquisa pesquisa TIC Kids Online Brasil de 2014, conduzida pelo Cetic.br, revelou estatísticas sobre a adoção de tecnologias e os hábitos de uso por parte do público de crianças e adolescentes do Brasil.

Uso de Dispositivos e Tipos de Conexões

Celulares são os dispositivos mais utilizados por crianças e adolescentes no Brasil para acessar a internet, como indicam os dados da pesquisa referentes aos equipamentos utilizados para acesso:

  • Celulares: 82%
  • Computadores de mesa: 56%
  • Notebooks: 36%
  • Tablet: 32%
  • Console de videogame: 12%
  • Televisão: 5%

Em termos do tipo de conexão utilizada para acessar a internet pelo celular, 72% das crianças e adolescentes utilizam conexões wi-fi, enquanto 64% utilizam redes móveis.

Local e Frequência de Acesso

Crianças e adolescentes brasileiros acessam a internet com mais frequência em suas próprias residências, além de locais como escolas e casas de amigos. Segundo as pesquisa, os locais mais comuns de acesso são:

  • Espaço coletivo de suas casas, como salas: 81%
  • Espaço privativo de suas casas, como quartos: 73%
  • Casa de parentes: 60%
  • Casa de amigos: 54%
  • Em deslocamento: 49%
  • Escola: 38%
  • Lan Houses: 22%
  • Locais públicos, como bibliotecas: 17%

A pesquisa indica que 21% das crianças e adolescentes acessam a internet mais de uma vez por dia, enquanto 60% acessam ao menos uma vez por dia e 13% acessam ao menos uma vez por semana. Durante dias de semana, 16% das crianças e adolescentes alegaram acessar a internet por mais de 4 horas por dia, enquanto 22% acessam por uma hora diariamente. Nos fins de semana, 40% alegaram acessar a internet por mais de 4 horas por dia, e 12% alegaram por uma hora durante esses dias.

Atividades Mais Comuns

A pesquisa apresenta uma lista extensa das atividades mais comuns para crianças e adolescentes que utilizam a internet no Brasil, e alguns dos itens mais populares incluem:

  • Acesso a redes sociais: 73%
  • Realização de trabalhos escolares:68%
  • Realização de Pesquisas: 67%
  • Envio de mensagens: 64%
  • Consumo de música: 50%
  • Consumo de videos: 48%
  • Postagem em redes sociais: 43%
  • Participação em jogos online: 42%
  • Download de aplicativos: 41%
  • Download de músicas ou filmes: 35%
  • Troca de emails: 33%
  • Leitura de Noticias: 32%
  • Criação de personagens: 31%
  • Consumo de filmes ou séries: 31%

Atividades como o consumo de músicas e vídeos e o acesso a redes sociais encontram grande engajamento por parte de crianças e adolescentes brasileiros, considerando que uma parte considerável desse público alegou realizá-las mais de uma vez por dia.

Uso de Redes Sociais

Cerca de 79% de todas as crianças e adolescentes do Brasil possuem perfis próprios em redes sociais, e o Facebook concentra praticamente todo esse público. As redes sociais mais populares para crianças e adolescentes são:

  • Facebook: 78%
  • Instagram: 24%
  • Twitter: 15%

A pesquisa também apresenta dados detalhados dos hábitos de uso de redes sociais por crianças e adolescentes. Por exemplo, 10% dos usuários alegaram que utilizam mais de um perfil nessas redes, 90% publicam fotos que mostram seus rostos, e 52% não aplicam restrições para acesso ao seu conteúdo postado.

Comportamento dos Pais e Hábitos Online de Crianças

Os altos índices de uso de tecnologia por parte das crianças e adolescentes do Brasil pode estar relacionado com as atitudes dos pais, que de modo geral são permissivos em relação ao uso prolongado de dispositivos e conexão com a internet. Um relatório de 2014 da empresa de cibersegurança AVG revelou que apenas 47% dos pais brasileiros conferiam o conteúdo que seus filhos acessavam pela internet, enquanto 51% consideravam que possuíam menos conhecimento sobre computadores do que crianças de 10 anos de idade.

Outra característica da postura de pais brasileiros em relação ao uso de tecnologia por seus filhos está relacionado com o posicionamento de equipamentos eletrônicos em suas residências. É bastante comum no Brasil que computadores sejam instalados em espaços de convívio das famílias, como salas, uma prática que facilita o monitoramento do tipo de conteúdo que crianças acessam em ambientes online.

Pais brasileiros também têm o hábito de presentear os filhos com dispositivos móveis pessoais. De acordo com o IBGE, 49% das crianças com idade entre 10 e 14 anos possuem telefone celular próprio no Brasil, enquanto 76.7% de adolescentes com idades entre 15 e 17 anos possuem um desses aparelhos.

Obtenha Auxílio em Tendências de Mercado agora

O Tech in Brazil possui ótimos parceiros que podem te prestar auxílio. Preenchendo o formulário abaixo você receberá uma recomendação por e-mail de uma empresa que poderá melhor te atender. Este serviço é gratuito para leitores do Tech in Brazil.


Autor do Artigo

Marcelo Teixeira

Marcelo Teixeira