Comunicação via satélite no Brasil

Publicado: 1 Jul 2015

Última Atualização: 1 Jul 2015

Sistemas móveis de satélite, que são amplamente utilizados no Brasil devido ao seu extenso território, representam uma opção flexível de comunicação em áreas onde os serviços comuns de telefonia não cobrem. Neste artigo, vamos mostrar como as comunicações via satélite operam no Brasil.

O sistema de comunicação via satélite foi criado para suprir a demanda por transmissões de dados em longas distâncias na década de 1980. Posteriormente, a telefonia móvel levou essas empresas a perderem drasticamente sua participação no mercado e, em alguns casos, declarar falência. As empresas vêem o Brasil como mercado em potencial, por isso elas estão voltando seus esforços para a construção de uma nova imagem entre os consumidores e se expandirem no mercado. Atualmente, os serviços móveis global de satélite, o SMGS, atendem áreas onde a telefonia regular não possui cobertura ou é logisticamente impraticável, como em áreas remotas, alto mar, navios, aeronaves, mineradoras e campos de óleo. O mercado SMGS lucra em torno de US$ 550 milhões no Brasil.

A fim de fornecer serviços móveis de comunicação via satélite no Brasil, empresas necessitam de uma licença especial para o uso de satélites, que está especificada de acordo com a LGT, Lei Geral de Telecomunicações. Após a verificação e aprovação dos documentos pela ANATEL, a empresa deve pagar a taxa PPDESS, Preço Público pelo Direito de Exploração de Serviços de Telecomunicações e pelo Direito de Exploração de Satélite, de R$ 9.000. Então, instruções são enviadas para a construção da estação terrena apropriada para o serviço. A norma é válida apenas para satélites não geoestacionários, mas podem ser aplicados a satélites geoestacionários quando for adequado.

Os equipamentos para comunicações satelitais operam nas bandas C e Ku, com um espectro específico definido pela ITU-T e satélites operando em diferentes altitudes, desde a baixa órbita terrestre, ou do inglês LEO, até a alta órbita terrestre, ou HEO. A maioria dos satélites Globalstar e Iridium estão na baixa órbita terrestre.

Maiores provedores de serviços de comunicação no Brasil

As maiores empresas provedoras de serviços de comunicação via satélite no Brasil são a Globalstar, Iridium e Inmarsat. As duas últimas operam através de distribuidores que revendem seus serviços e desenvolvem soluções para eles. Estas provedoras oferecem serviços que incluem voz, internet banda larga, além de serviços de dados, rastreamento e monitoramento. A Iridium é a única com cobertura global, incluindo em alto mar, com 66 satélites em baixa órbita e mais de 300 mil clientes.

Globalstar

A Globalstar é uma empresa norte-americana, com sede em Louisiana e escritórios em todo o mundo, que oferece serviços de comunicação via satélite com uma das maiores coberturas territoriais do segmento. A empresa possui 32 satélites em baixa órbita terrestre que operam nas bandas S e L. A Globalstar oferece diferentes preços em seus planos para serviços de voz, a partir de R$ 2,50 por minuto.

Iridium

A Iridium é uma empresa americana que desenvolve tecnologias para comunicação via satélite. A empresa programou para 2015 o lançamento de sua nova arquitetura de constelação de satélites. Seus serviços são distribuídos e cobrados através de parceiros locais, com um custo de R$ 5,00 por minuto em chamadas de voz para qualquer lugar do mundo. O preço do pacote de dados varia de acordo com as políticas de seus parceiros. A Blue Sky Network, por exemplo, cobra aproximadamente R$ 225 por aparelho em seu plano básico.

Inmarsat

A Inmarsat é uma empresa inglesa fundada em 1979 que oferece equipamentos para comunicação global via satélite, e recentemente começou a comercializar aparelhos móveis. Seus serviços usam uma ampla variedade de dispositivos de acordo com a necessidade do cliente, como instalações fixas, navios, veicular e terminais móveis. Cada minuto do serviço é cobrado em torno de R$ 6,00 pelo parceiro local Blue Sky Network, dependendo do plano escolhido pelo consumidor.

Embratel

A Embratel Star One oferece satélites para empresas de telecomunicações, cobrindo todo o território brasileiro e praticamente toda a América Latina. Seus serviços incluem a instalação de telefones públicos em áreas remotas do país, e a expansão de empresas de telecomunicação móvel para locais onde não há infraestrutura para o serviço. O serviço IPSAT fornece internet via satélite para todo o território e acesso à rede pública de telefonia.

Obtenha Auxílio em Mobile e Telecom agora

O Tech in Brazil possui ótimos parceiros que podem te prestar auxílio. Preenchendo o formulário abaixo você receberá uma recomendação por e-mail de uma empresa que poderá melhor te atender. Este serviço é gratuito para leitores do Tech in Brazil.


Autor do Artigo

Lucas Boechat

Lucas Boechat